A geração dos bancos de madeira

Narrado na primeira pessoa, A geração dos bancos de madeira conta a história de uma menina de doze anos que escreve uma composição para a escola dedicada aos avós, figuras muito presentes no seu crescimento. No desenrolar do livro que começa assim: “Tinha onze anos quando deixei de me sentar em bancos de madeira”, percebemos que a personagem principal perdeu o avô recentemente. Viajamos nas memórias que tem dele, com a ajuda de amigos imaginários, em busca de formas de o homenagear.

É uma história dedicada a todos os netos e netas dos avós memória, na esperança de os reencontrarmos nas coisas mais simples como em bancos de madeira com tranças em palha.

14 (inclui 0,79€ IVA 6%)

1 em stock (pode ser encomendado sem stock)

Adicionar à Wishlist
Adicionar à Wishlist
Peso: 0,550 kg
Ref. 9789893311202 Categoria Etiqueta

Descrição

Narrado na primeira pessoa, A geração dos bancos de madeira conta a história de uma menina de doze anos que escreve uma composição para a escola dedicada aos avós, figuras muito presentes no seu crescimento. No desenrolar do livro que começa assim: “Tinha onze anos quando deixei de me sentar em bancos de madeira”, percebemos que a personagem principal perdeu o avô recentemente. Viajamos nas memórias que tem dele, com a ajuda de amigos imaginários, em busca de formas de o homenagear.

É uma história dedicada a todos os netos e netas dos avós memória, na esperança de os reencontrarmos nas coisas mais simples como em bancos de madeira com tranças em palha.

Informação adicional

Peso 0.550 kg

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “A geração dos bancos de madeira”

O seu endereço de email não será publicado.

Não existe produtos no carrinho.

Inauguração

12 de novembro de 2022

Sessões de Histórias


Numero de Entradas