Procurar
Close this search box.

25 de Abril

Aqui há Gato

A mostrar todos os 30 resultados

Voltas e Reviravoltas

As praças dos bairros onde crescemos são lugares especiais, onde tudo pode acontecer. Na praça que estes amigos costumam frequentar depois da escola e onde praticam as suas acrobáticas manobras de skate, um banco de jardim torna-se o centro de uma disputa acalorada. A intervenção do presidente da junta de freguesia tem um desfecho inesperado, que ajuda estes amigos a compreender o que significa, afinal, viver em comunidade e participar no bem-comum.Continue Reading

8.00

Um Menino Chamado Zeca

Neste livro, José Jorge Letria, um dos companheiros do cantor antes do 25 de Abril, conta aos mais novos como foi a vida do homem que escreveu e cantou «Grândola, Vila Morena». Juntamente com outros, José Jorge Letria cantou esta canção com Zeca, pela primeira vez, em Santiago de Compostela. «Grândola, Vila Morena», que viria a ser uma das senhas musicais da Revolução, foi também cantada pelo autor e por Zeca Afonso em 29 de Março de 1974, no coliseu dos Recreios. Ouvir José Afonso, Zeca, é a melhor homenagem que lhe podemos prestar, hoje e sempre. Um Menino Chamado Zeca é uma história poética sobre um grande músico-poeta, que pode ser lida por crianças e adultos, se possível com as suas canções em fundo. A importância da obra de Zeca Afonso vai muito além da intervenção política. As canções que escreveu são uma parcela importante da cultura portuguesa do

9.90

Todos fazemos tudo

"Todos fazemos tudo" prescinde das palavras e funciona como um jogo. Há personagens - homens, mulheres, novos e velhos - e uma grande diversidade de atividades que estas personagens poderão viver. Na parte superior das páginas é revelada a sua identidade - se masculina, se feminina, se mais nova ou mais velha; na parte inferior revelam-se as ações - cozinhar, tratar de bebés, fazer jardinagem, conduzir tratores ou tocar guitarra. Não se representam apenas as chamadas "tarefas domésticas", habitualmente lembradas quando o tema da igualdade é tratado, mas também atividades profissionais e momentos de lazer. Não se representam apenas homens e mulheres, mas pessoas de diferentes idades e origens, dando ao livro uma dimensão maior de Igualdade que não apenas a de géneroContinue Reading

12.90

Romance do 25 de Abril

E se um menino se chamasse Portugal? Ou então: pode o Portugal do antes do 25 de Abril ser comparado a um menino? Ora por que não? Ouçam pois a sua história: como cresceu e sofreu e lutou até, já adulto, ver realizado um sonho. E que sonho foi esse? O da liberdade, é claro. Mas imaginou também uma democracia e uma justiça que julgou possíveis no seu país à beira-mar. Esse país onde hoje o mesmo menino, homem feito agora, continua atento a sonhar com um mundo melhor.Continue Reading

9.90

O Soldado João

Livro recomendado para o 2º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada. Esta não é a história de um guerreiro bravo e invencível, que sonha combater em busca da glória. O soldado João era um rapaz simples, amigo de todos, que só queria viver em paz. Como escapar às ordens do sargento, do capitão, do general que o mandavam matar quando ele só sabia manobrar a solidariedade, a alegria, o humor, desafiando todas as ordens militares? Que lhe terá acontecido?Continue Reading

13.30

O Senhor Tigre Torna-se Selvagem

Todos estavam bem como estavam. Todos menos o Sr. Tigre. O Sr. Tigre estava cansado de ser sempre tão sério. Queria estar à vontade, queria divertir-se, queria ser... selvagem! Então, um dia, o Sr. Tigre teve uma ideia que deixou todos os seus amigos boquiabertos. Terá o Sr. Tigre ido longe demais? Repleta de humor e irreverência, esta é uma história sobre o desejo de contrariar a norma e sobre a vontade de partirmos à descoberta de nós próprios.Continue Reading

14.50

O que é Viver em Sociedade?

As crianças fazem perguntas, todo o género de perguntas, e normalmente são perguntas importantes. O que fazer com elas? Em "O que é viver em sociedade?", há seis grandes questões para jogar com as ideias e ver para lá das aparências. Somos todos iguais? Tens de concordar sempre com toda a gente? Gostarias de viver completamente só? Para vivermos em sociedade precisamos sempre de regras e de um chefe? Temos todos a obrigação de trabalhar? És obrigado a respeitar sempre os outros? Para cada uma destas questões, são apresentadas várias respostas.Continue Reading

15.15

O Destino de Fausto

Em tempos, existiu um homem que acreditava ser dono de tudo... "Tu és minha."¿- disse Fausto à flor. "Sim. Eu sou tua." - respondeu a flor. Satisfeito, Fausto prosseguiu, reclamando para si uma árvore, um lago e ainda uma montanha. Tarde ou cedo, todos acabaram por ceder. E, sentindo-se confiante, Fausto avançou, em direcção ao mar. Mas a sede de poder tem fins inesperados... Oliver Jeffers recria o destino de pequenos e grandes tiranos de todos os dias, numa fábula ilustrada que nos deixa espaço para reflectirmos sobre a importância da liberdade e o poder da resistência. Continue Reading

17.50

O 25 de Abril Contado às Crianças… e aos Outros

Todos os anos têm um mês de abril e todos os meses de abril têm o dia 25. Porém, o dia 25 de abril de 1974 foi um dia especial para os portugueses. Porquê? Porque o País e os seus habitantes voltaram a viver em liberdade, depois de quase 50 anos de tristeza e de silêncio.Continue Reading

12.50

Maruxa – em espanhol

… Maruxa decide dar uma lição ao marido. Astuta e com grande habilidade no uso da ironia, consegue que Zezinho tome consciência de que o trabalho de casa está mal distribuído e, assim, mude de atitude. EM ESPANHOLContinue Reading

13.50

Mais Alto!

Não é só a partir das ruínas ou dos tratados que podemos conhecer a História. As músicas também podem ser documentos históricos e dar-nos pistas sobre como era a vida num lugar, numa dada época: o que preocupava as pessoas, que sonhos as moviam, que injustiças as entristeciam ou, pelo contrário, o que as fazia felizes. O Mais Alto! é um concerto comentado que nasceu no Teatro LU. CA, em Lisboa, e que agora se apresenta em livro-disco. Por aqui desfilam canções de José Afonso, José Mário Branco, Rita Lee, Titãs, Nuno Prata, Clã ou Luís Severo. Por aqui desfilam também as respetivas letras (para cantarmos todos juntos!) e algumas das histórias que estão por detrás destas criações. Só nos resta dizer: Cantem conosco, bem alto! O mundo está a precisar.Continue Reading

16.00

Leva-me ao teu Líder

Do encontro entre um menino e um extraterrestre nasce um extraordinário diálogo acerca da forma como cada um deles vive. O extraterrestre pretende falar com um líder, mas não percebe o que significa viver numa sociedade em que as decisões não são tomadas por uma única pessoa. Torna-se então necessário mostrar-lhe o dispositivo da democracia, em vários momentos que a definem na sua própria essência: os eleitores no dia das eleições, uma multidão de manifestantes na rua, uma conversa entre representantes e representados. Nesta história, conta-se não só uma pequena história do conceito, como, ao mesmo tempo, o conceito é mostrado ao leitor, tornando-se visível e real.Continue Reading

8.00

Histórias da Maria-dos-Olhos-Grandes e do Zé Pimpão

Um poema ilustrado que nos apresenta a Maria-dos-olhos-grandes e o Zé Pimpão, dois amigos que nos levam a visitar um mundo que apenas se vê com olhos de ver mundo e se sente com pés de sentir terra. Uma obra para quem é e sempre foi criança e que tem em si o sonho de um mundo melhor. Assume-se como uma obra intemporal, de natureza poética e virtude inabalável.Continue Reading

8.00

Há classes sociais

Todos os homens são iguais. Mas há coisas que os tornam desiguais: a força, o poder, o dinheiro e a cultura. Este livro fala-nos de dominantes e dominados, de ricos e pobres, das classes alta, média e trabalhadora, e de como todos eles vivem e vêem o mundo de maneira diferente. Nos últimos anos, as diferenças entre ricos e pobres aumentaram. Como podemos traçar um futuro mais justo?Continue Reading

14.50

Eu Voto! – A Minha Escolha Faz Diferença

Esta obra, de dois autores premiados e distinguidos pela crítica, tem um estilo vintage, bem-humorado, minimalista e original, quer no texto quer nas ilustrações. Usando exemplos concretos e apartidários, como a escolha e eleição de animais de estimação ou sobremesas favoritas, este livro apresenta conceitos básicos da democracia de uma forma acessível e apropriada para os leitores mais jovens. A matéria mais detalhada no final, da autoria da escritora Rita Canas Mendes, inclui uma explicação simples sobre o sistema político português que acrescenta interesse para os leitores mais velhos e torna-o um recurso vital e oportuno para conversar com as crianças sobre este tema.Continue Reading

13.95

Eu e os Outros

Só quando existe liberdade é que podemos afirmar-nos e reclamar a nossa individualidade e diferença - e aceitar a do outro. Compreender como se constrói e o que significa a sua ausência é saber quando devemos chegar-nos à frente e lutar por aquilo em que acreditamos, mas também a sermos tolerantes e construir um diálogo com outras formas de ser e de estar, diferentes das nossas.Continue Reading

12.50

Espreita a História de Portugal

Queres saber como nasceu Portugal, o que foram os Descobrimentos ou o que aconteceu no 25 de Abril? Então abre este livro, levanta todas as abas e descobre as respostas e curiosidades sobre o nosso país. Neste livro interativo, escrito por José Jorge Letria, repleto de ilustrações cheias de humor, vais aprender tudo sobre os momentos mais importantes da História de Portugal de uma forma divertida!Continue Reading

15.50

Era uma Vez o 25 de Abril

Uma história que mudou a História. José Fanha viveu o 25 de abril de 1974 com espanto, alegria e felicidade, como muitos outros jovens de então. Com o passar dos anos, percebeu que os jovens de hoje pouco sabem desses dias distantes. Resolveu então contar a história de como era Portugal antes da Revolução dos Cravos, como se desenrolaram os dias do 25 de abril e como surgiu o Movimento das Forças Armadas que o fez acontecer. Não quis fazer um livro de História. Quis antes falar desse período como quem conta uma história fantástica e complexa, heroica, divertida e contraditória, mas maravilhosa e verdadeira.Continue Reading

16.65

E Se Fôssemos a Votos?

Os pais e os professores querem sempre ensinar-nos tudo e o mais que for, mas na verdade nunca há tempo para tudo. Por vezes, ficam para trás coisas tão importantes como aprender o que é uma eleição, para que serve votar e quantos tipos de eleições existem. Nesta história fazem-se muitas perguntas a um avô paciente, que recebe a visita inesperada da neta e de alguns colegas. Depois de descobrirem a importância deste instrumento e de como é fundamental para o bom funcionamento de uma sociedade democrática, decidem juntos replicar tudo aquilo que aprenderam na sua própria escola. Continue Reading

8.00

É assim a Ditadura

A ditadura é como um ditado: um senhor diz o que se tem de fazer e todos o fazem. Só porque sim. O ditador é o dono de todos porque se tornou o dono de TUDO. Todos lhe obedecem porque o temem. e todos os que não o temem são castigados por ele. Mas aos poucos, as pessoas vão-se apercebendo de que afinal o ditador não é assim tão esperto nem tão corajoso. Dão-se conta de que a realidade é muito boa para uns e muito injusta para outros. e no derradeiro momento em que acaba a história da ditadura, começa logo a história da LIBERDADE.Continue Reading

14.50

Daqui Ninguém Passa!

Havia um general que queria ser herói de uma história. Ora, para alguém se tornar herói de uma história é preciso enfrentar os perigos com coragem, ousar fazer o que acha que está certo. Por exemplo. Porque há muitos outros exemplos. Porém, o general desta história achava que o caminho mais rápido para ser herói era aparecer dentro de um livro. Mesmo sem fazer nada de especial. O general tinha um exército de guardas que seguia as suas ordens sem pestanejar. Todas as ordens, fossem elas quais fossem. Então, um dia, o general tomou uma resolução. Absurda, claro…Continue Reading

13.50

Como pode ser a Democracia

A democracia é como um recreio onde todos podem brincar ao que quiserem. Como se diz neste livro, a democracia pode ser comparada a um jogo; mas não é um jogo em que uns ganham e outros perdem: nela, todos ganham. e o que ganham? Algo a que muitas vezes não se dá o devido valor, mas que faz muita falta quando desaparece: a LIBERDADE de escolher como deve ser o mundo em que vivemos, e o que podemos fazer para partilhá-lo pacificamente com todos.Continue Reading

14.50

Capital

Um menino recebe um porquinho-mealheiro, de louça, com uma ranhura nas costas para que possa ser alimentado com capital. Com o amor e ternura que o menino lhe dedica, o porquinho depressa se torna um animal obeso, cheio de lucros fabulosos. Os anos passam e o porquinho vai crescendo, crescendo, crescendo, e um dia... um dia...Continue Reading

13.50

Avó, Onde é Que Estavas no 25 de Abril?

Descobre a revolução que mudou a nossa história!O que sabes sobre o 25 de Abril? Está bem, é feriado. Mas o que mudou na nossa vida e por que é que há pessoas a passear com cravos nesse dia? O curioso Manu está de volta e quer saber mais sobre este momento histórico, até porque planeia fazer a sua própria revolução. Mas, desta vez, precisa da ajuda de quem viveu esse tempo: a sua avó. Junta-te ao Manu nesta viagem pela memória. Descobre, afinal, para que é que se fez o 25 de Abril. E não te esqueças de comer brócolos.Continue Reading

14.95

Aves

16.00

Aves

A história, à base de frases breves e subtis, propõe uma profunda reflexão sobre a história da humanidade: o desenvolvimento de uma sociedade que inicialmente busca o conhecimento, o progresso técnico e científico, o bem-estar e um bom futuro, mas que nesse percurso se desvia dos seus princípios, gera violência e conhece a supremacia dos mais fortes sobre os mais fracos. Do ponto de vista estético, "Aves" destaca-se pelo simbolismo das ilustrações, protagonizadas por toda a espécie de pássaros humanizados, representados a preto e branco com um extraordinário detalhe. O júri - que contou com a editora e investigadora Felicidad Orquín e o ilustrador Xan López Domínguez, entre outros - destacou o "virtuosismo" da técnica artística para conseguir imagens de "extraordinária qualidade e força expressiva".Continue Reading

16.00

As Raparigas também podem…! | Os Rapazes também podem…!

Quem disse que os rapazes não podem ser bailarinos ou que as raparigas não podem brincar aos piratas? Tu é que decides o que queres fazer. O que interessa é que sejas feliz! Neste livro não há discriminação de género e cada um tem direito a fazer aquilo que gosta.Continue Reading

13.90

As Mulheres e os Homens

Mulheres e homens têm os mesmos direitos. No entanto, olhamos em volta e percebemos que nem sempre as mulheres desfrutam dos mesmos privilégios que os homens. Algumas governam países mas são poucas as que hoje ocupam os lugares de maior responsabilidade. Como combater os abusos e conquistar um mundo igualitário?Continue Reading

14.50

Aquele Natal – Inteiro e Limpo

Uma neta interroga o avô sobre o Natal, mas ele, perdido no labirinto da sua memória, começa a falar-lhe do fulgor de um Natal de há cinquenta anos, de um primeiro Natal, inteiro e limpo, em que os soldados e o povo saíram à rua e o dia foi de festa e flores... Apesar de estranhar a descrição desse dia, que mais se assemelha a uma revolução, a protagonista decide acreditar no avô: era Natal! Com ilustrações nostálgicas e copiosamente detalhadas, esta é a história de uma família portuguesa e do seu Natal ‘revolucionário’, mas é também uma história coletiva, que Gardeazabal celebra aqui, através de uma narrativa sensível e plena de respeito pelo nosso passado e pelas figuras mais velhas que o mantêm vivo. Em suma, uma subtil homenagem aos 50 anos da Revolução dos Cravos, a comemorar em 2024, e uma refinada evocação às reconhecidas palavras de Sophia

15.50

A Melhor Amiga da Menina República

O 5 de Outubro de 1910 pôs fim à monarquia em Portugal. Ao longo das páginas deste livro, a Menina República partilha tudo o que viveu e sentiu durante esses tempos de mudança com a Democracia, a sua melhor amiga. Viu chapéus a voar, escolas e universidades a abrir, leis a nascer, novos símbolos para o seu país — um hino, uma bandeira, uma moeda. O livro oferece ainda a oportunidade de ver um álbum de fotografias muito especial, onde posa com orgulho com as republicanas e os republicanos.Continue Reading

8.00

25 de Abril

Este livro faz parte de um conjunto de publicações que leva ao conhecimento das camadas mais jovens os acontecimentos mais marcantes da nossa História. Este número, dedicado ao 25 de Abril, relata, através de textos e de imagens, a conjuntura que antecedeu e ditou a Revolução de Abril, bem como o período conturbado que se seguiu. Neste enquadramento, são abordados temas como a guerra colonial, a ditadura, a PIDE e os presos políticos, a democracia e o ato eleitoral e destacados nomes de individualidades que se evidenciaram ao longo deste período. Continue Reading

6.95

Warning: Undefined array key "pages" in /home/951735.cloudwaysapps.com/kbzxsyvffa/public_html/wp-content/plugins/facebook-messenger-customer-chat/facebook-messenger-customer-chat.php on line 181
Não existe produtos no carrinho.